Opará mapeia umbuzeiros no sertão

07
jan

Opará mapeia umbuzeiros no sertão

 

Nos dias 03 e 04 de janeiro, a equipe do projeto Opará: águas do rio São Francisco esteve no assentamento Jacaré-Curituba, no município de Canindé do São Francisco para realizar o inventário florestal de matrizes de umbuzeiro  (Spondias tuberosa Arruda) no sertão sergipano.

A ação é a primeira etapa da pesquisa Diagnóstico da Cadeia Produtiva do Umbu executada em parceria com a Universidade Federal de Sergipe através do Campus Sertão. A experiência é pioneira e pretende servir de base de dados para estímulo às práticas de sustentabilidade no semiárido a partir dos resultados de impactos socioambientais do umbu na região do Baixo São Francisco.

Já foram mapeadas 257 árvores, sendo 77 em área irrigada e 184 em lotes sequeiros do assentamento.  A coleta de dados inclui o georrefereciamento das matrizes e marcação do ponto por GPS, vara telescópica e fita métrica  para saber a altura e medidas dos umbuzeiros, que são etiquetados com o uso de placas de alumínio.

Além do processo de levantamento florístico, o estudo analisa a participação dos produtores e a relação social e produtiva no umbu nas áreas estudadas. A pesquisa é realizada desde novembro na agrovila Che Guevara no assentamento Jacaré-Curituba, próximo à Usina Hidroelétrica de Xingó, entre os municípios de Canindé de São Francisco e Poço Redondo. As áreas analisadas estão localizadas em uma das maiores extensões territoriais dentre os assentamentos sergipanos, divididas em lotes totais irrigados, lotes parcialmente irrigados, lotes totalmente em sequeiros e áreas de reserva florestal ou em processo de restauração ambiental.

O estudo faz parte da pesquisa de trabalho de conclusão de curso do estudante de engenharia de agronomia do Campus Sertão, Eugênio da Silva Santos, com coordenação da pesquisadora e professora da Universidade Federal de Sergipe, Anny Kelly Vasconcelos de Oliveira Lima.

 “A pesquisa possibilita compreender a forma de distribuição das matrizes no assentamento Jacaré-Curituba a partir da elaboração do mapa e como se encontra de acordo com suas características analisadas. O mapeamento é uma ferramenta básica para se fazer planejamentos para o desenvolvimento de novas ações envolvendo matrizes de umbuzeiro dentro do assentamento Jacaré-Curituba” explica o estudante.

A pesquisa é mais uma atividade do projeto Opará: águas do rio São Francisco, patrocinado pela Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental e Governo Federal, com o objetivo de estimular a sustentabilidade no semiárido.

Leave a Reply

You are donating to : Greennature Foundation

How much would you like to donate?
$10 $20 $30
Would you like to make regular donations? I would like to make donation(s)
How many times would you like this to recur? (including this payment) *
Name *
Last Name *
Email *
Phone
Address
Additional Note
paypalstripe
Loading...