Opará e SEED discutem ações socioambientais em escola do sertão

29
ago

Opará e SEED discutem ações socioambientais em escola do sertão

 

Com o tema o Rio São Francisco: problemas e potencialidades, o projeto Opará: águas do rio São Francisco realizou mais uma atividade de educação ambiental em parceria com a Secretaria de Estado da Educação (SEED) por meio do Serviço de Educação de Jovens e Adultos (Seja). O evento aconteceu na noite de terça-feira, 28 de agosto e reuniu estudantes e professores da Escola Estadual Delmiro de Miranda Britto, em Canindé do São Francisco.

Durante a palestra Rio São Francisco: problemas e potencialidades, o professor da Universidade Federal de Sergipe (UFS) e coordenador geral do Opará: águas do rio São Francisco, Antenor Aguiar, contextualizou os problemas ambientais do Velho Chico e apresentou aos estudantes e professores as ações do projeto, patrocinado pela Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental.

“Através desta parceria com a Secretaria de Estado da Educação temos a oportunidade de mobilizarmos as escolas em torno das ações socioambientais desenvolvidas pelo projeto a partir de atividades como restauração florestal, educação ambiental, monitoramento hídrico e pesquisas científicas”, destacou Antenor Aguiar.

A partir das ações do Opará: águas do rio São Francisco, os participantes discutiram e trocaram experiências socioambientais da região. Houve também a distribuição de brindes como canecas, bonés e a cartilha Velho Chico, recém-lançada pelo projeto. De modo interativo, os estudantes responderam a perguntas sobre o rio São Francisco, a fauna e flora local.

Antenor Aguiar e professores da escola

A diretora da Escola Estadual Delmiro de Miranda Britto, Patrícia Anjo da Silva Almeida, destacou a importância da atividade de educação ambiental para a unidade de ensino trabalhar questões temáticas envolvendo a preservação do Velho Chico. “O projeto Opará traz uma oportunidade para darmos continuidade a ações educativas que já desenvolvemos com a inclusão das questões ambientais de forma interdisciplinar e contextualizada na nossa rotina escolar. Agora, a partir desta ação, vamos fortalecer conteúdos que incentivem a proteção ambiental do rio São Francsco”, ressaltou.

Durante a abertura do evento, a coordenadora do Seja da SEED, Aldjane Moura, fez uma breve apresentação do projeto para os estudantes e destacou que a parceria entre a SEED e o projeto Opará é importante para a promoção de práticas pedagógicas socioambientais nas escolas da rede como forma de estimular um maior conhecimento das novas gerações em relação ao Velho Chico. “É importante que vocês, moradores da região, conheçam a situação do rio São Francisco. Por isso trouxemos o Projeto Opará para fazer esta atividade e falar para vocês sobre este tema”, explicou.

Aldjane Moura, Antenor Aguiar, Val Santos e Patricia Almeida

A atividade foi aberta com a apresentação musical da cantora Val Santos, que interpretou canções sobre o rio São Francisco. Ela lembrou que eventos socioambientais envolvendo jovens são necessários para estimular a preservação da memória cultural e importância ambiental do rio São Francisco. “É muito bom que tenha uma atividade como esta que envolve a juventude em uma discussão tão importante porque o rio São Francisco é um problema nosso e é uma obrigação das novas gerações preservarem esta história”, destacou.

Os estudantes Maria Helena da Conceição Lima e Roberto Araujo da Silva

Os estudantes Maria Helena da Conceição Lima e Roberto Araujo da Silva acompanharam a discussão. “Aprendi mais sobre o rio São Francisco, sua história e riqueza natural. Bom saber que existe um projeto que trabalha este tema”, diz Helena.

Para Roberto, a palestra sobre o rio São Francisco foi um dos destaques da atividade. “Vi muitas espécies de plantas e animais da região que são importantes para preservar o meio ambiente”, afirma.

Executado pela Sociedade Socioambiental do Baixo São Francisco Canoa de Tolda em parceria com a Universidade Federal de Sergipe, incluindo o Campus Sertão, o projeto visa recuperar as Áreas de Preservação Permanente (APP’s) e monitorar a qualidade da água nas bacias hidrográficas do rio Jacaré (entre Poço Redondo e Canindé do São Francisco) e Reserva Mato da Onça, em Pão de Açúcar, Alagoas. A iniciativa fortalece a valorização, preservação, proteção e conservação do patrimônio natural e cultural do rio São Francisco.

Nestas regiões, o Opará promove ações de restauração de áreas degradadas da caatinga com atividades de recuperação florestal, educação ambiental e monitoramento hídrico dos rios São Francisco, Jacaré e Riacho Mato da Onça, atendendo assentados e irrigantes em comunidades do Baixo São Francisco com a regularização da produção de água, por meio do equilíbrio ambiental e do uso sustentável de recursos naturais.

 

Leave a Reply

You are donating to : Greennature Foundation

How much would you like to donate?
$10 $20 $30
Would you like to make regular donations? I would like to make donation(s)
How many times would you like this to recur? (including this payment) *
Name *
Last Name *
Email *
Phone
Address
Additional Note
paypalstripe
Loading...